segunda-feira, 30 de março de 2015

Socialização de Experências



Prevenção ao uso de Drogas e Sexualidade na Adolescência

Atividade: Especialização na Cultura Digital



A Escola Estadual Coronel Lara Ribas, trabalha com os jovens a grande temática social, drogas e sexualidade na adolescência e juventude.
No cotidiano, acredita-se que estes temas por serem antigos e já teve amplo debate são temas superados. Porém, na pesquisa realizada na escola e comunidade escolar sondagem prévia do conhecimento dos alunos sobre o tema, percebe-se que necessita retomar e ampliar os debates com os jovens, para que haja compreensão e educação preventiva sobre causas, uso ilegal das drogas em diferentes situações que elas são consumidas e encontradas na sociedade.
 Sabe-se que existem dois grandes grupos de drogas, licitas e ilícitas. Drogas consideradas licitas, são as substâncias capazes de produzir alterações nas sensações físicas, psíquicas e emocionais dando a cessação de bem estar que são elas: energéticos, café, refrigerantes, chocolates, dentre muitos outros alimentos, contêm substâncias que podem ser consideradas drogas pois alteram de alguma maneira as sensações de quem as ingere. Estas, porém, se ingeridas em quantidade moderada não representam nenhuma ameaça para o ser humano. Se, no entanto, são demasiadamente utilizadas por alguém, podem causar uma leve dependência e problemas de saúde futuro. Também entre as drogas lícitas estão os medicamentos em geral os quais só são permitidos sob prescrição médica.
Já as drogas ilícitas são as cuja comercialização é proibida pela justiça, estas também são conhecidas como “drogas pesadas” e causam forte dependência. Que são elas:  álcool,  cigarro,  maconha,  cocaína, ecstasy,  crack, e a heroína, etc.
 Com base nesses dados, a proposta de trabalho visa, atender as necessidades dos discentes  que frequentam esta unidade escolar, estabelecendo um vínculo de confiança alertando o adolescente preservando a saúde e valorizando a vida  como o bem maior do ser humano.
Para esse proposito, a escola promoveu amplo debate entre adolescentes, com base em observação no cotidiano, pesquisa e analise da influência midiática sobre o tema, em seguida, produção de cartazes, folders e palestras aos pais.
Também contamos com parcerias entre os órgãos socais, para que possamos favorecer melhoria nos debates e reflexão  em sala de aula e  chagar a resultados positivos.
            Nas parcerias contamos com os diferentes profissionais, (Psicólogo, Policia Militar Secretaria Municipal de Saúde) para palestrar sobre princípios e valores como a disciplina e responsabilidade social, prevenção contra o uso, o tráfico de drogas e  orientações  de educação sexual para alunos, pais e professores.       
             Com base nessas ações, surge a autoria de uma apresentação de peça teatral, composição de poemas e musicas.
Atrelado ao tema, surge um  desafio maior em  trabalhar a prevenção de doenças e orientação sexual, visando reduzir a vulnerabilidade de adolescentes e jovens quanto ao uso das drogas, juntamente com doenças sexualmente transmissíveis, infecção pelo HIV, a gravidez não planejada entre outros.

 Nesse contexto, as tecnologias são aliadas e devem ganhar relevo cada vez mais expressivo nas ações de ensino e nas ações já mencionado acima No decorrer da realização deste projeto, almeja-se que os envolvidos possam melhorar sua autoestima superando insegurança, insatisfação se entendendo melhor as mudanças corporais que acontece nessa fase de vida, encontrando sentido nas coisas que o cercam se mantendo longe das drogas e violências sexuais.
Por últimos, iremos promover a oportunidade de os alunos produzirem vídeos curta metragem alusiva aos temas, urgindo o vídeo já anexado ao texto, com campanhas preventivas em alertar e orientar toda a comunidade escolar sobre os efeitos e consequências maléficas causadas pelo uso de drogas e violência sexual x doenças sexuais assim como aleta o aluno Anthony. Assim que iremos desenvolvendo as atividades  mencionadas postaremos  nas  ferramentas  disponíveis  da UFSC.
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário